GOSTOU DÁ UM CURTIR AI


Total de visitas: 78473
A morte de um amor
A morte de um amor

A morte de um amor

Por que ser assim?

Tudo tão distante.

Hoje eu acordei e ao levantar-me

Deparei com um ramalhete em minha

Frente, e com ele um bilhete onde dizia

As flores machucam

O sol se apagou

E o vento não soprou

E uma triste solidão se apoderou do

Meu ser, no bilhete mais abaixo

Dizia assim.

E assim.

As folhas secarão

O papel rasgou.

O tronco secou, e a nossa historia

Acabou!não me dei conta que a

Mulher da minha vida ou que eu

Ao menos julgava ser da minha

Vida, da minha vida partiu, eu

Ainda em choque não acredito

Que uma historia tinha assim

Acabado.

Quando me dei conta que era um

Ramalhete de flores negras

Simbolizando a morte

Do nosso amor.

 

 

 

Poeta Marcos Santos Nascimento

topo